Como tudo começou

Em 2004, Vicente e Katia Medeiros, um casal de brasileiros, vieram à Suíça para comemorarem suas bodas de prata. Durante sua estadia neste país, conheceram várias brasileiras, em condições deploráveis. Eles descobriram que elas eram atraídas para a Suíça, ou com promessas tentadoras de trabalho, ou por um maravilhoso casamento. Porém, ao invés disso, chegando aqui, eram forçadas a se prostituirem ou a diversos outros tipos de trabalhos escravos. Essas mulheres eram então, abusadas tanto emocional e/ou psicologicamente e/ou sexualmente.

Com o coração profundamente quebrantado, Vicente disse: alguém tem que fazer algo contra o sofrimento dessas mulheres. A princípio ele pensou que o Governo Suíço ou o Consulado Brasileiro pudessem resolver esses problemas, mas depois de algum tempo, conscientizou –se de que ele era a pessoa certa para essa missão, não adiantava procurar em outros o que ele mesmo poderia fazer.

Sendo assim, imediatamente, mudou –se com sua família para a Suíça e em 2006, inaugurou o Projeto Resgate.

Nossa Visão

Nossa visão é um mundo sem exploração de pessoas, especialmente através da indústria do sexo e do tráfico humano.

Nossa Missão

Como ajudamos

Com nossa rede local e global de parceiros, fornecemos ajuda jurídica, médica e pastoral (diversos aconselhamentos). Além disso, organizamos acomodações seguras, voôs de volta, treinamento regular e apoio para educação e abertura de micro empresas.

O que nos motiva